Etnografia Portuguesa [10 vol.]

Reproducción facsimilar de la edición de 1980, 1982 e 1983.

Author: 
LEITE DE VASCONCELOS, José
Editorial: 
Imprensa Nacional-Casa da Moeda
Place of edition: 
Lisboa
Publication date: 
1994-2007
Proverbs
Displaying 1 - 20 of 93 (page 1 of 5)
Proverb In sourcesort descending

Com vento leste / Não cace nem pesque

Page:
341
Volume:
V

Manhã de névoa / E tarde de vento, / Não vás à caça, que perdes o tempo

Page:
345
Volume:
V

Janeiro, cada suco (sulco) seu ribeiro

Page:
671
Volume:
V

Arco-da-velha de tarde / Não vem debalde. / Arco-da-velha de manhã, / À tarde diz a que vem

Page:
84
Volume:
VII

Arco-da-velha de manhã / Não vem cá em vão  / Arco-da-velha de tarde / Não vem cá em balde

Page:
84
Volume:
VII
Arco da velha direito ao poente, solta os bois e vente Page:
85
Volume:
VII
Arco-da-velha / Chuva na terra Page:
85
Volume:
VII
Quando está a chover e a fazer sol, / Estão as bruxas a fiar linhol Page:
85
Volume:
VII
Está a chover e a fazer sol e as bruxas no pão mole Page:
85
Volume:
VII
Quando está a chover e a fazer sol, / Estão as bruxas a dançar em Campo Maior Page:
85
Volume:
VII
Está a chover e a fazer sol, / Casa-se a raposa co’o rouxinol Page:
88, 182
Volume:
VII
Stá a chover e a fazer sol / Na cama do rouxinol Page:
181
Volume:
VII

Está a chover e a fazer sol / E as bruxas embrulhadas num lençol

Page:
181
Volume:
VII
Tá a chover e a fazer sol / E uma velha embrulhada num lençol, / Cum caldeiro ao pescoço / A tirar água dum poço Page:
182
Volume:
VII
Arco-da-velha por água espera Page:
86
Volume:
VII

Arco-da-velha à tarde água no vale

Page:
89
Volume:
VII
Quando está a chover e a fazer sol / É as velhas a dançar em Rio Maior Page:
182
Volume:
VII

Está a chover e a fazer sol / E as feiticeiras a pentear-se em Penamaior

Page:
183
Volume:
VII
Estando sol e a chover, está algum diabo para morrer Page:
184
Volume:
VII
Está a chover e a fazer sol e a raposa a encher o fole Page:
553
Volume:
VII

Pages